A apropriação da avaliação em larga escala pelas comunidades escolares: uma análise do ENEM e do SEAP

Mateus Saraiva, Maria Beatriz Luce

Resumen


Analisamos as apropriações sobre a avaliação em larga escala, realizadas no Sistema Estadual de Avaliação Participativa (SEAP), por uma amostra de escolas estaduais do Rio Grande do Sul com aproveitamentos extremos no Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM), evidenciando que a maioria das escolas não envolve a comunidade em discussões analíticas nem se posiciona de forma crítica sobre as avaliações externas, demonstrando dificuldade de articulá-las com a construção de objetivos comuns e próprios da comunidade escolar. O artigo apresenta (1) uma problematização da avaliação como fonte para a prática pedagógica; (2) a situação do Ensino Médio sob perspectiva histórica da ampliação do direito ao acesso e à aprendizagem, destacando a dificuldade de promoção da equidade; (3) as atuais políticas de avaliação, contrastando o ENEM, uma prova em larga escala, e o SEAP, um processo de autoavaliação institucional com possibilidades para uma visão mais local e plural; e (4) considerações sobre potencialidades e limitações no uso da avaliação em larga-escala para a gestão escolar, sob a perspectiva da aprendizagem como garantia à cidadania.


Palabras clave


Avaliação educacional em larga escala; Avaliação institucional; Ensino médio; ENEM; SEAP.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


Copyright (c)

ISSN Electrónico: 1982-3207

Qualis/Capes: Educação B2

 

Periodicidad – Semestral

 

La recepción de artículos se caracteriza por su flujo continuo sin que sea posible preveer la fecha de su publicación.


This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY-NC 4.0).