Calcretes pedogenéticos da Bacia de Itaboraí, Estado do Rio de Janeiro

Paula B. ADLER, Luiz F. DE ROS, Kátia L. MANSUR, André L. FERRARI

Resumo


A Bacia de Itaboraí é considerada o primeiro segmento do Rifte Continental do Sudeste do Brasil a se abrir, durante o Paleoceno. Há referências à existência de calcretes na bacia, entretanto, até o momento, não foram realizados estudos específicos sobre os calcretes e sobre sua ocorrência, e ainda há um número reduzido de trabalhos envolvendo a caracterização petrográfica dos depósitos sedimentares da bacia. Apresenta-se aqui uma caracterização, macromorfológica e micromorfológica dos calcretes vadosos que constituem o preenchimento inicial da bacia e que são encontrados nas suas bordas norte e oeste. Foram descritos e interpretados os aspectos composicionais, texturais e de fábrica de 27 seções delgadas preparadas de amostras de calcretes. Os calcretes pedogenéticos mostram diferentes fácies (pulverulento, nodular, maciço, placoso, laminar incipiente e brechado), que foram atribuídas a estágios morfogenéticos distintos. As principais fei- ções micromorfológicas incluem: nódulos, gretas de contração, rizólitos, argilas infiltradas, grãos corroídos e fraturados, micas expandidas, e agregados argilosos. Os calcretes pedogenéticos se desenvolveram em depósitos aluviais intemperizados, em períodos de estabilidade tectônica e são característicos de ambientes continentais áridos a semiáridos. Ocorrem intercalados a travertinos, crostas carbonáticas de origem hidrotermal, cuja deposição é condicionada pela movimentação de falhas ativas e favorecida em períodos de clima úmido. Os resultados indicam que processos pedogenéticos e hidrotermais foram extremamente atuantes durante o início do preenchimento da Bacia de Itaboraí, e sua caracterização é importante para a compreensão da evolução inicial do Rift Continental do Sudeste do Brasil.

Palavras-chave


carbonatos terrestres, fácies pedogenéticas, pedogênese, micromorfologia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.78274

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br