A contribuição do município de Guarulhos (estado de São Paulo) para a qualidade da água no Sistema Alto Tietê

Reinaldo R. VARGAS, João J. S. GONÇALVES, Fabrício B. DALMAS, Antonio R. SAAD, Regina O. M. ARRUDA, Anderson T. S. FERREIRA

Resumo


A contribuição do município de Guarulhos (Estado de São Paulo) para a qualidade de água do Sistema Alto Tietê. Guarulhos (SP) tem apresentado índices de crescimento populacional acima da média da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). A Bacia Hidrográfica do Rio Baquirivu Guaçu (BHRBG), onde se localiza o Rio Baquirivu Guaçu, é o vetor de expansão urbana do município e da região. Este trabalho apresenta uma análise da qualidade das águas do Rio Baquirivu-Guaçu na entrada e na saída do município de Guarulhos, avaliando os efeitos da implantação das ETEs e do uso da terra sobre a qualidade das águas do Rio Baquirivu-Guaçu, entre os anos de 2010 e 2014. Para isto foram elaborados os mapas de uso de terra no período analisado, uma análise do funcionamento das ETEs na área de estudo, e a análise estatística dos Índices de Qualidade de Águas (IQA) e de seus parâmetros nos diferentes pontos do rio. Os dados referentes às análises físico-química e microbiológica do Rio Baquirivu-Guaçu indicam uma qualidade de água na saída do município de Guarulhos (IQA=16), muito inferior àquela que recebe do município de Arujá (IQA=32). Os valores médios, em especial para os parâmetros DBO, OD, TU, ST e CF indicam uma piora na qualidade das águas do Rio Baquirivu-Guaçu no ponto BQGU03850. Os valores dos parâmetros NT, PT e pH foram muito próximos para ambos os pontos da entrada e saída da bacia. A análise entre a evolução do uso da terra e a qualidade da água demonstra as consequências do processo inadequado de crescimento urbano na bacia e que as fontes poluidoras domésticas e industriais representam considerável risco à qualidade das águas, demonstrando que as obras de saneamento realizadas até o momento não foram eficazes na redução de cargas poluidoras das águas do rio Baquirivu-Guaçu.

Palavras-chave


Bacia Hidrográfica do Rio Baquirivu-Guaçu, Estação de Tratamento de Esgoto, Águas Urbanas, IQA

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.78255

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br