Palinologia (esporos de fungos e pteridófitas, grãos de pólen de gimnopermas, cistos de algas e escolecodonte) das formações Solimões e Içá (Neogeno e Pleistoceno, Bacia do Solimões), Amazonas, Brasil

Rosemery R. da SILVEIRA, Paulo A. SOUZA

Resumo


O conhecimento palinológico dos depósitos das formações cenozoicas da Bacia do Solimões tem sido substancialmente aprimorado nas últimas décadas, a partir de materiais de subsuperfície, bem como de afloramentos. Este trabalho apresenta parte dos resultados taxonômicos do estudo de 93 amostras oriundas de 12 afloramentos das formações Solimões e Içá, na região de Coari (cinco afloramentos), e Alto Solimões (sete afloramentos), estado do Amazonas, Brasil, que revelaram conjuntos palinológicos abundantes, diversificados e bem preservados. Aqui são listadas e ilustradas 53 espécies de palinomorfos, compreendendo 11 espécies de esporos de fungos, 31 de esporos de pteridófitas e dois de grãos de pólen de gimnospermas, oito de algas (sete clorofíceas e uma dinofícea), e um de escolecodonte, com descrições quando necessário. A composição palinológica é distinta para as duas áreas analisadas, tendo na região do Alto Solimões documentação de formas como Crassoretitriletes vanraadshooveni, Foveotriletes ornatos, Magnastriatites grandiosus e a ocorrência de um cisto de dinoflagelado. Na região de Coari foi verificado predomínio de esporomorfos, com grande diversidade e abundância de esporos de fungo e pteridófitas.


Palavras-chave


palinomorfos, Neogeno, Pleistoceno, Formação Solimões, Formação Içá, Amazonas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.78188

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br