Hidrogeoquímica e qualidade das águas superficiais na bacia do Alto Jacaré- -Pepira (SP), Brasil

Ludmila V. BATISTA, Didier GASTMANS

Resumo


Estudos hidrogeoquímicos vem sendo utilizados com o objetivo de se definir as reações químicas resultantes da interação água-rocha que são responsáveis por fornecer as características naturais das águas superficiais, bem como indicar os efeitos da ação antrópica sobre a sua qualidade, e assim averiguar interferências na disponibilidade hídrica. Inserida na bacia hidrográfica do Rio Tietê-Jacaré, a sub-bacia do Alto Jacaré Pepira (SP) foi selecionada para este estudo devido a sua relativa complexidade geológica e inserção em uma importante área de recarga do Sistema Aquífero Guarani (SAG), na qual os recursos hídricos representam uma importante atração turística, especialmente para a cidade de Brotas (SP). Foram coletadas 17 amostras de águas superficiais, com o objetivo de determinar o Índice de Qualidade da Água (IQA), bem como avaliar sua composição química. Os valores de IQA variaram de 63 a 82, indicando que a qualidade da água pode ser considerada “Boa”. A condutividade elétrica apresenta boa correlação com as concentrações de sólidos totais em suspensão e sólidos totais dissolvidos. Quimicamente as águas da bacia são caracterizadas pela presença de HCO3 - como principal ânion, com concentrações variando de 4,12 mg L-1 a 44,50 mg L-1, e como principais cátions o Ca2+ e o Mg2+, com concentrações variando de 0,38 mg L-1 a 11,60 mg L-1 e de 0,55 mg L-1a 3,20 mg L-1, respectivamente, o que classifica as águas como bicarbonatadas-cálcicas ou magnesianas. A avaliação global das amostras possibilitou a constatação da pequena influência exercida pela ação antrópica sobre os corpos d’água, refletida nos valores de IQA e nas baixas concentrações de Cl- e NO3- . A dissolução e intemperismo dos minerais presentes nas rochas e no solo da área de estudo são os processos geoquímicos responsáveis pela composição da água superficial na sub-bacia do Alto Jacaré-Pepira.


Palavras-chave


Hidrogeoquímica, interação água-rocha, IQA, qualidade da água, Rio Jacaré-Pepira.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.78186

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br