Caracterização geoelétrica do gabro Santa Catarina, São Sepé (RS)

César A. MOREIRA, Alice M. PEREIRA, Mara L. D. CAVALHEIRO

Resumo


Os métodos geofísicos são largamente empregados na pesquisa dos mais diversos tipos de depó- sitos minerais. Quando combinados com estudos diretos como geoquímica em amostras de solos ou rochas, possibilitam um aumento substancial na probabilidade de descoberta de jazimentos. Os métodos geofísicos elétricos são particularmente promissores em estudos voltados à busca de sulfetos devido ao contraste das propriedades físicas resistividade elétrica e cargabilidade. Este trabalho apresenta os resultados da aplica- ção dos métodos eletrorresistividade e polarização induzida, por meio da técnica de caminhamento elétrico, com o objetivo de avaliar o potencial mineral do gabro Santa Catarina, localizado no município de São Sepé (RS), numa região onde foram descritas várias ocorrências de ouro e sulfetos. Este gabro é classificado no domínio de Corpos Básico-Ultrabásicos Estratiformes, que reúne peridotitos, gabros e anortositos acamadados. Foram realizadas três linhas de caminhamento elétrico dispostas de forma radial, com cruzamento no centro da área e separação de 60° entre linhas e leituras de resistividade elétrica e cargabilidade em arranjo Wenner- -Schlumberger. A associação de áreas de baixa resistividade e alta cargabilidade obtida a partir de modelos de inversão bidimensionais permitiu definir zonas potencialmente mineralizadas, relacionadas com estruturas que condicionam a rede de drenagem no domínio do gabro. Pintas de ouro detectadas em campanha de prospecção geoquímica em sedimento de corrente à jusante do gabro podem ser originadas da lixiviação de depósitos contidos em fraturas, por ação de águas fluviais no domínio do gabro, possivelmente caracterizados por sulfetos e ouro associado.

Palavras-chave


gabro Santa Catarina, pesquisa mineral, geofísica, sulfeto, ouro, geoquímica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.78029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br