Sedimentação da Lagoa Itapeva, RS, Brasil

Michel D. IVANOFF, Elírio E. TOLDO Jr., Rubens C. L. FIGUEIRA

Resumo


Os fatores hidrodinâmicos que controlam a sedimentação na Lagoa Itapeva foram avaliados através do mapa de distribuição granulométrica gerado a partir do diagrama de Pejrup e da análise da ação hidrodinâmica induzida pelas ondas no corpo lacustre. Os padrões texturais das amostras de fundo indicaram a presença de significativa energia hidrodinâmica atuante no processo de sedimentação, com predomínio da fração arenosa nas margens submersas e granodecrescência para tamanhos silte grosso a fino em direção ao centro. O teor de matéria orgânica também apresenta este padrão, com aumento gradativo na área central do corpo lacustre e nas proximidades das desembocaduras dos rios Três Forquilhas e Cardoso. Os principais processos que condicionam a sedimentação na lagoa são controlados pelo aporte de sedimentos fluviais, redistribuídos pela ação das ondas e correntes induzidas pela ação dos ventos. A concentração de grãos tamanho argila é pouco significativa, devido à baixa inserção pelos rios, além da agitação gerada por ondas sobre o piso lacustre, que dificulta a deposição desta classe granulométrica. A presença de sedimentos finos nos locais mais profundos e nas áreas mais abrigadas indica a influência de correntes menos efetivas, permitindo a deposição nestes locais.

Palavras-chave


sedimentação lacustre, hidrodinâmica lacustre, Lagoa Itapeva.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.78028

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br