Ágata associada ao magmatismo do Cretáceo da Bacia do Paraná, sul do Brasil

Cassiana Roberta L. MICHELIN, Ana Maria P. MIZUSAKI, Valderez FERREIRA, Tânia Mara M. BRUM, Leo A. HARTMANN

Resumo


Na porção sul do Brasil, especialmente na região denominada Distrito Mineiro de Salto do Jacuí (Rio Grande do Sul), localizam-se os maiores depósitos mundiais de ágata, associados às rochas vulcânicas cretáceas da Formação Serra Geral, Bacia do Paraná. A ágata é uma variedade de calcedônia com bandamento, onde as bandas se dispõem de forma concêntrica ou paralela no interior de cavidades denominadas geodos. Na região, ocorre a valorizada ágata denominada Umbu, de cor azul escura e com elevada microporosidade que a torna adequada para tingimento com corantes. Neste trabalho procurou-se caracterizar a ágata sob o ponto de vista químico, isotópico e petrográfico por meio de técnicas analíticas diversas. Verifica-se que a temperatura de formação das ágatas varia de 23° a 65°C com base em isótopos de oxigênio. Estas temperaturas estão relacionadas com vários parâ- metros, tais como o teor total de sílica, a presença de impurezas (como o Fe2O3), o teor de água na estrutura e a cristalinidade. As amostras analisadas caracterizam-se por diferenças marcantes nos teores de elementos maiores e traços, na temperatura de cristalização e na cristalinidade, o que indica que apesar de serem ágatas provenientes de uma mesma região, ocorrem variações no seu processo de cristalização. Isto resulta nas diferentes estruturas e colorações apresentadas pelas ágatas da região de Salto do Jacuí.

Palavras-chave


ágata, química mineral, isótopos estáveis, Formação Serra Geral.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.77797

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br