Lineamentos estruturais na borda leste da Bacia do Paraná em Santa Catarina: análise multiescala com base em imagens LANDSAT e SRTM

Patricia D. JACQUES, Rômulo MACHADO, Alexis NUMMER

Resumo


Este trabalho apresenta o estudo de lineamentos estruturais de uma porção da borda leste da Bacia do Paraná em Santa Catarina e do Escudo Catarinense. A área engloba rochas da Formação Serra Geral, da Sequência Gondwânica e pré-cambrianas do referido escudo. Os lineamentos estruturais foram interpretados a partir da análise digital de imagens do satélite LANDSAT e de imagens de relevo sombreado, geradas a partir do Projeto SRTM, com o uso de técnicas de geoprocessamento. Os dados obtidos a partir das imagens LANDSAT e do projeto SRTM mostraram-se eficazes na identificação de lineamentos rúpteis nas escalas 1:100.000 e 1:500.000. A aplicação desta metodologia mostra que as direções dos lineamentos estruturais, separados por domínios litológicos, são dependentes das imagens utilizadas de cada sensor, e que os diagramas de roseta obtidos a partir das imagens do Projeto SRTM não seguem o mesmo padrão de acordo com a escala adotada. A integração dos resultados obtidos (LANDSAT e SRTM) mostra três padrões principais de orientações: NW-SE, NS ± 5° e NE-SW. Os compartimentos estudados não apresentam diferença significativa entre as escalas analisadas, com exceção da Formação Serra Geral que, na escala 1:100.000, destaca a direção NE-SW. Os lineamentos do Escudo Catarinense, na escala 1:500.000, exibem direções preferenciais NS ± 5°. No Paleozoico (Sequência Gondwânica) e Mesozoico (Fm. Serra Geral), as estruturas estão orientadas preferencialmente NW-SE e, secundariamente, NS ± 5°. Na região do Domo de Lages, onde ocorrem os grupos Itararé e Guatá, foram identificados poucos lineamentos. Na escala 1:100.000, os compartimentos investigados apresentam, em geral, lineamentos com intensidade e densidade mais homogêneas, sugerindo ser esta escala a mais adequada para identificação de estruturas rasas.

Palavras-chave


lineamentos estruturais; geoprocessamento; sensoriamento remoto; Escudo Catarinense; Bacia do Paraná; Domo de Lages

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.22653

Apontamentos

  • Não há apontamentos.







Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br