Estudo Geoquímico e Gênese das Couraças de Ferro da Formação Rio Bonito - Rio Grande do Sul - Brasil

CESAR DORNELES WILLIG, MILTON LUIZ LAQUINTINIE FORMOSO

Resumo


No Rio Grande do Sul ocorrem <<couraças de ferro>> (essencialmente Fe2O3 nas formas de goethita e hematita) resultantes de intensa ferrificação, em escala regional, e estratigraficamente no topo dos arenitos da Formação Rio Bonito, do Sub-Grupo Guatá, do Gondwana do Estado. Os tipos de crostas encontradas são: arenitos de impregnação; crostas conglomeráticas; preenchimento de juntas e crostas escoráceas não oolíticas. Dados de subsuperfície, obtidos em explorações das camadas de carvão em diversos locais do Estado, mostram que essas ferrificações normalmente não ocorrem em subsuperfície. Este couraçamento, na opinião dos autores, não está condicionado pelos fatores fatores morfo-bioclimáticos responsáveis pela evolução dos solos ferralíticos (laterização) representando, contudo, um registro paleo-climático distinto no Rio Grande do Sul. A gênese da ferrificação é, entretanto, relacionada à evolução dos solos desenvolvidos sobre a Formação Palermo, imediatamente sobreposta às áreas ferrificadas. Tal relação é fundamentada na descrição do modo de ocorrência das couraças, características morfológicas e mineralógicas dos solos da Formação Palermo e em considerações teóricas do comportamento geoquímico do ferro a baixa temperatura e a baixa pressão.


Palavras-chave


geoquímico; gênese; couraças de ferro; formação Rio Bonito; Rio Grande do Sul; Brasil



DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.21860

Apontamentos

  • Não há apontamentos.







Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br