Argilo-minerais na Plataforma Continental Sul-brasileira - do Cabo de Sta. Maria ao Chuí

CACILDA COSTA, FATIMA TLAIJA RAMOS

Resumo


Estudou-se semiquantitativamente, por difração de Raios-X, a fração menor que 2µ dos sedimentos superficiais da Plataforma Continental Sul-Brasileira (Cabo de Sta. Marta ao Chuí). Foram identificados por ordem de abundância: montmorilonita, ilita e caolinita. Também constatou-se a presença de camadas mistas tipo ilita-montmorilonita ainda que não tenha sido avaliada quantitativamente. Observa-se que a quantidade relativa de ilita aumenta na parte sul da área em questão. A maioria dos argilo-minerais é considerada detrítica de origem continental acumulada antes da transgressão holocênica com exceção daqueles depositados próximos ao Canal de Rio Grande e daqueles carregados por correntes marinhas vindas do Estuário do Rio de La Plata que constituem contribuições recentes. Não se observa um padrão de distribuição bem definido. Isto pode ser atribuído às modificações sofridas pelos argilo-minerais devidas a processoes de sedimentação diferencial e transformações dos argilo-minerais causadas pelas mudanças de ambiente.


Palavras-chave


argilo-minerais; plataforma continental; sul-brasileira; Cabo de Sta. Maria; Chuí

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.21724

Apontamentos

  • Não há apontamentos.







Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br