The Amazon River Input on the Adjacent Continental Shelf: a Review

CARMEN CORREA, EDSARD DE ANDRADE, LUIZ ROBERTO SILVA MARTINS, MARIA VICTORIA BAUERLE

Resumo


Novas e importantes informações relativas ao modelo sedimentar da plataforma continental do Amazonas foram, recentemente, publicadas no exterior. Estes estudos confirmam a presença de um delta subaquoso desenvolvido através da contribuição fluvial do Amazonas, conforme anteriormente identificado por vários pesquisadores brasileiros. Os sedimentos formados por lama arenosa de origem fluvial, desenvolvem uma feição progradante em direção de mar aberto e ao longo da costa, sobre uma cobertura arenosa transgressiva da plataforma continental. A ausência de um delta clássico e sua porção subaérea, está principalmente relacionada com a alta energia da bacia oceânica receptora, (ondas, correntes litorâneas e de marés). Novos estudos sedimentológicos, baseados em amostras superficiais e de testemunhos do sistema fluvial inferior dos rios Amazonas e Pará, até a batimetria de - 100 metros revelaram uma forte influência fluvial moderna, na superfície de cinco a quarenta metros do delta subaquoso, com presença de fibras de madeira, agregados lateríticos e micas, na fração grosseira. A frente deltaica do delta subaquoso, com elevado gradiente é formada por silte arenoso e silte, com presença de espículas, equinoides e outros organismos marinhos, cobre uma areia transgressiva quartzosa com fragmentos bioclásticos, de nível de energia de sedimentação elevado.



Palavras-chave


amazon river; adjacent continental; shelf

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.21380

Apontamentos

  • Não há apontamentos.







Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br