Evolução Sedimentar da Sequência Pré-Rift das Bacias Costeiras e Interiores do Nordeste Brasileiro

ANTÔNIO JORGE VASCONCELLOS GARCIA

Resumo


A evolução sedimentar da sequência pré-rift das bacias costeiras e interiores do nordeste brasileiro é abordada a partir da compreensão das alterações paleoclimáticas e tectônicas operantes na região desde o limite Permo-Triássico até o Cretáceo Inferior. Neste contexto, reconhece-se o estabelecimento inicial de uma sedimentação lacustre em condições semi-áridas, intimamente inter-relacionada com sedimentos fluviais e eólicos (formações Aliança e Bananeiras + Candeeiro nas bacias do Recôncavo e Sergipe-Alagoas, respectivamente). A paleogeografia bacinal edificada neste intervalo passa gradativamente a ser modificada pelo avanço de sistemas fluviais entrelaçados provenientes fundamentalmente de N-NW e S-SW, que promovem o assoreamento parcial(?) da bacia (formações Sergi, no Recôncavo, e Serraria, em Sergipe-Alagoas). A evolução sedimentar caracterizada permite a definição de uma nova proposta, em termos de evolução paleogeográfica, para o nordeste do Brasil, durante o Jurássico Superior-Cretáceo Inferior.



Palavras-chave


evolução sedimentar; sequência pré-rift; bacias costeiras; nordeste brasileiro

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.21357

Apontamentos

  • Não há apontamentos.







Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br