Análise Discriminante dos Sedimentos Superficiais de Fundo do Rio de la Plata e Plataforma Continental Adjacente

R.N. AYUP-ZOUAIN, J.M.G. FACHEL, R. FARÃO, I.M. WOLFF

Resumo


Foram aplicadas análises discriminantes sobre dados de sedimentos superficiais de fundo do Rio de la Plata e da plataforma continental interna adjacente. Os dados correspondem a 199 amostras previamente agrupadas, através da aplicação de análise de agrupamento hierárquico. Os sedimentos foram separados, para melhor interpretação e discriminação, em duas classes texturais: uma correspondente a sedimentos grosseiros (areias) e outra, a sedimentos finos (lamas). As equações usadas para o estudo dos sedimentos incluem a média, o desvio padrão, a assimetria e a curtose. Foi possível discriminar e caracterizar 5 grupos de sedimentos arenosos: areias mistas deltaicas (fluviais e marinhas rasas); areias marinhas rasas (transportadas em suspensão); areias da zona de surfe (transportadas em suspensão); areias de face de praia (transportadas por tração) e depósitos de areias cascalhosas (tempestitos). Os sedimentos lamosos foram discriminados em 4 grupos, com base na aplicação de 3 funções discriminantes, os quais são definidos pelas seguintes características: lamas arenosas (marinhas rasas); lamas (transportadas em tração e por correntes densas); lamas e areias muito finas (fluviais) e lamas deltaicas (marinhas rasas).



Palavras-chave


análise discriminante; sedimentos superficiais; rio de la Plata; plataforma continental adjacente

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.21324

Apontamentos

  • Não há apontamentos.







Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br