Associações de foraminíferos e composição textural da região próxima ao emissário submarino de esgotos domésticos de Cigarras, Canal de São Sebastião, SP, Brasil

Andreia TEODORO, Wânia DULEBA, Cláudia LAMPARELLI

Resumo


O objetivo do presente estudo foi caracterizar por meio da integração de estudos da composição textural e das associações de foraminíferos a região próxima ao emissário submarino de esgotos domésticos de Cigarras, localizado no Canal de São Sebastião, município de São Sebastião, São Paulo, Brasil. A malha de amostragem, com 10 estações, foi posicionada em região circunjacente aos difusores do emissário submarino. Foram realizadas análises granulométricas, do conteúdo de matéria orgânica e das associações de foraminíferos. Os resultados das análises granulométricas e análises tafonômicas e morfométricas realizadas nas carapaças dos foraminíferos (tanatocenoses) indicam que a área de estudo é ambiente de fraco hidrodinamismo, o que possibilita a deposição de elevada concentração de matéria orgânica. As
baixas riquezas, diversidades específicas e equitabilidades, observadas nas biocenoses, são indicativas de estresse ambiental, o qual pode ser associado ao enriquecimento orgânico que há na região. Ammonia tepida é a espécie predominante em todas as estações analisadas.

Palavras-chave


Foraminíferos; análise sedimentar; Praia de Cigarras; Canal de São Sebastião

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.22456/1807-9806.17876

Apontamentos

  • Não há apontamentos.







Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
E-mail: pesqgeoc@ufrgs.br