O silêncio que nos ronda: poesia e política em dois poemas de Ricardo Aleixo

Aulus Mandagará Martins

Resumo


Este ensaio pretende investigar a articulação entre poesia e política, a partir da reflexão proposta por Jacques Rancière sob a noção de “partilha do sensível”, nos poemas “Rondó da ronda noturna” e “Voz”, do poeta Ricardo Aleixo (1960).

Palavras-chave


poesia e política; poesia brasileira contemporânea; Ricardo Aleixo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.77657

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul