Contação de histórias: resgate da memória e estimulo à imaginação

Shirlei Milene Torres, Ana Lúcia Liberato Tettamanzy

Resumo


A história contada através da oralidade permite a interação entre contador e ouvintes, já que o corpo e a voz propiciam vivências comunitárias, perdidas na aceleração da vida moderna. Muitos educadores ainda não descobriram o quanto as histórias podem ajudá-los. O principal objetivo de contar uma história é divertir, estimulando a imaginação, mas uma história bem contada pode aumentar o interesse pela aula ou permitir a auto-identificação, favorecendo a compreensão de situações desagradáveis e ajudando a resolver conflitos. Agrada a todos sem fazer distinção de idade, classe social ou modo de vida.

Palavras-chave: memória; oralidade; cultura popular; histórias; performance

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.5844

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul