Tecendo por trás do real: a loucura assistida em “A imitação da rosa” de Clarice Lispector e “O aquário” de Maria Judite de Carvalho

Jane Pinheiro de Freitas

Resumo


O presente texto compreende um estudo comparativo entre os contos “A imitação da rosa” e “O aquário”, de Clarice Lispector e Maria Judite de Carvalho, respectivamente. Através da aproximação dos enredos, observaremos os vestígios de loucura como transgressão, rompimento com uma realidade que se quer outra, e as conseqüências desses aspectos no cotidiano das duas protagonistas.

Palavras-chave: feminino; loucura; transgressão; realidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.5831

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul