No centenário do Romanceiro Geral Portuguez: o projecto e a obra

Teresa Araújo

Resumo


O Romanceiro Geral Portuguez nasceu de um programa de colecção, organização e edição das versões que, transmitidas oralmente numa tradição definida por critérios históricos, tinham sido publicadas até à data da sua impressão. Elaborado de acordo com esse plano (mas ultrapassando-o, também, na medida em que integrou composições inéditas), representa o primeiro grande acervo de poemas conservados por uma determinada memória colectiva. Contudo, a obra apresenta algumas lacunas textuais que importa compreender para reflectir sobre a concretização do projecto.

Palavras-chave:Edição; Tradição Oral; Romanceiro; Teófilo Braga.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.5823

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul