As marcas do sagrado na "Poesia Número V" de Alberto Caeiro

Thomaz Heverton dos Santos Pereira

Resumo


Este artigo apresenta o poeta Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa, e o poema número V de "O Guardador de Rebanhos", para identificarmos marcas do sagrado. Sendo um poeta cultivador das percepções humanas, Caeiro critica a cultura; por outro lado, temos o Sagrado, com o qual atribui significados às coisas do natural. Ou seja, e o Sagrado se relaciona à divindade, por isso se liga muito à idéia cultural. Em meio a esta aparente contradição, observaremos algumas marcas no poema de Caeiro que nos remetem à manifestação do Sagrado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.5689

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul