Lila Ripoll: intimismo e engajamento

João Claudio Arendt, Marli Cristina Tasca Marangoni

Resumo


A proposta poética desenvolvida por Lila Ripoll alcança conciliar o escapismo neo-simbolista à veiculação da problemática social, ou seja, o intimismo e o engajamento político. O presente estudo investiga as relações estabelecidas entre o sujeito lírico e o seu espaço, atentando para as formas de representação do meio urbano e do ambiente rural. São ainda discutidos os recursos empregados na abordagem às temáticas do estranhamento, da solidão e da morte, recorrentes na estética simbolista. A construção da perspectiva feminina sobre os conflitos humanos e as problemáticas sociais perfaz uma trajetória de amadurecimento pessoal e artístico, configurando o trânsito entre o subjetivismo do eu-poético e o seu posicionamento social e atribuindo notável singularidade à poesia de Lila Ripoll.

Palavras-chave: Lila Ripoll; intimismo; engajamento; Simbolismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.5080

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul