“Uma pequena aldeia”: síntese da presença do mito de Penélope na poesia de Cecília Meireles

Denise de Carvalho Dumith

Resumo


Este trabalho busca apontar a presença do mito de Penélope na poesia de Cecília Meireles e demonstrar sua importância, analisando-o comparativamente com o mito homônimo na Odisséia, de Homero. Outra meta é desnudar a reatualização mítica da autora na criação de seu universo textual encantatório. Realiza-se então um estudo mitocrítico, no qual Penélope em Cecília Meireles é enfocada a partir de seus principais mitemas, o da tecelã e o da mulher que espera o amado. Porém, conforme uma característica da criação ceciliana, ao mesmo tempo em que retoma o mito homérico na versão ‘original’, acrescenta-lhe uma nova face: a mística. As reflexões de Gilbert Durand sobre o estudo do mito que resultam na mitodologia e as considerações de Ana Maria Lisboa de Mello sobre a obra da poeta fornecem os principais aportes teóricos.

Palavras chave: mito de Penélope; Cecília Meireles; poesia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.5073

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul