Relações entre memória, reterritorialização e identidade cultural em Duas iguais, de Cíntia Moscovich.

Manuela Matté, Salete Rosa Pezzi dos Santos

Resumo


Este artigo discute as relações entre memória e territorialidade na constituição da identidade cultural judaica no romance contemporâneo Duas iguais (2004), de Cíntia Moscovich. O fio que conduz essa discussão é a questão regional, visto que o contexto de inserção da narrativa é uma comunidade regional judaica, em Porto Alegre. Discute-se, assim, como a memória coletiva contribui para a manutenção da identidade nacional judaica, bem como a reterritorialização permite a formação de novas identidades regionais judaicas.

Palavras-chave


Nação; Comunidade Regional; Identidade; Cultura Judaica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.50072

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul