Adeus Luanda: Um breve olhar sobre O retorno, de Dulce Maria Cardoso

Alleid Ribeiro Machado

Resumo


Em O retorno (2012), Dulce Maria Cardoso convida-nos a conhecer a história de Rui, um adolescente “retornado” de Angola que, junto a sua família, é obrigado a recomeçar a vida em Portugal Continental, a partir de uma situação financeira precária e limitada. O cenário é a década de 70 e o conturbado período de retorno de mais de meio milhão de cidadãos portugueses, durante a descolonização dos antigos territórios ultramarinos em África. Este artigo buscou compreender as reflexões levadas a efeito pelo adolescente protagonista d’O retorno, em meio a uma narrativa que discursivamente realiza-se face ao sentimento de não-pertencimento. Para tanto, fizemos um breve apanhado histórico do período que se iniciou no final dos anos 50 e que se seguiu após 1974, trazendo para primeiro plano a questão da migração portuguesa, além de considerar o contexto literário em que o livro em pauta foi produzido.

Palavras-chave


mal-estar; exílio; não-pertencimento; literatura portuguesa contemporânea

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.49748

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul