A Porto Alegre do século XIX sob o olhar dos viajantes

Sheila Katiane Staudt

Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar a forma de olhar dos viajantes sobre a cidade de Porto Alegre no século XIX. Os viajantes que aqui estiveram enxergavam a cidade sob o influxo da nova sensibilidade a que estavam submetidos, e, por isto mesmo, a percebiam sob a ótica do estranhamento, vinculada à barbárie e, portanto, distante da preconizada modernidade. A partir da análise dos recortes de crônicas de viagem contidos no livro intitulado: Os viajantes olham Porto Alegre, de Valter Noal Filho e Sérgio Franco, pretende-se entender o olhar singular lançado pelos viajantes sobre esta cidade que se encontrava em plena formação no período, bem como perceber o processo de construção das imagens de Porto Alegre em diferentes relatos de viagem. Como base teórica recorremos às obras: Fisiognomia da Metrópole Moderna, de Willi Bolle e O Imaginário da Cidade: visões literárias do urbano – Paris, Rio de Janeiro, Porto Alegre, de Sandra Pesavento.

Palavras-chave: cidade, alteridade, viagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.4901

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul