Um Luís da Silva qualquer: a inadaptação à cidade moderna em Angústia, de Graciliano Ramos

Natália Ubirajara Silva

Resumo


o presente trabalho apresenta uma análise do romance Angústia, de Graciliano Ramos, centrada no narrador-protagonista, Luís da Silva. À luz do conflito entre cidade moderna e campo, estudamos a inadaptação de Luís aos códigos da cidade (Maceió). Também abordamos brevemente o papel do escritor na modernidade e a relação de Luís da Silva com a personagem Julião Tavares.

Palavras-chave: Graciliano Ramos; cidade; modernidade; flâneur.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.4900

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul