O discurso e a cidade sob os olhares de Ralfo, narrador de Sérgio Sant’Anna

Ana Paula Teixeira Porto

Resumo


Este trabalho apresenta reflexões sobre a representação da cidade no romance Confissões de Ralfo, de Sérgio Sant’Anna. Tem o objetivo de discutir como a fragmentação da forma relaciona-se à configuração da cidade moderna e do homem e baseia-se em reflexões de Adorno, Pesavento, Ginzburg, Lynch, Shollhammer, entre outros. A pesquisa mostra que o romance consegue integrar à história do personagem (Ralfo) história cultural urbana, produzindo representações da cidade que traduzem sensibilidades e sociabilidades do homem no contexto da cidade moderna.

Palavras-chave: cidade; Sergio Sant’Anna; Confissões de Ralfo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.4893

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul