A canção popular brasileira e o Romance de 30

Cimara Valim de Melo

Resumo


Este artigo procura analisar o chamado “Romance de 30”, entrelaçando algumas produções literárias desse arbitrário período e canções populares brasileiras da mesma época. Para isso, além de contextualizar historicamente as décadas de 1930, 1940 e 1950, principalmente, escolheu-se um representativo corpus literário-musical inerente às vertentes sulina e nordestina. Não se pode negar que, na primeira metade do século XX, o Sul e o Nordeste acrescentaram significativamente cultura ao Brasil, descentralizando a arte do país e denunciando, muitas vezes, a precária situação do interior brasileiro em conseqüência do crescente império capitalista. Entre as múltiplas conexões possíveis, algumas são aqui analisadas, como a interação entre produções de Luiz Gonzaga e Graciliano Ramos; Dorival Caymmi e Jorge Amado; Barbosa Lessa, Pedro Raimundo e Cyro Martins.

Palavras-chave: Literatura brasileira; “Romance de 30”; Canções populares brasileiras.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.4883

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul