José Saramago: hibridismo e transformação dos gêneros literários

Vera Lúcia Bastazin

Resumo


O presente trabalho tem como proposta o estudo do processo de hibridização e transformação dos gêneros literários na obra A bagagem do viajante, de José Saramago. A estratégia de análise é realizada pela diferenciação entre a crônica e o conto como modalidades do texto literário. Isto porque, na referida obra, a crônica tende a se afastar da referencialidade factual e a se aproximar, mais ou menos intensamente, da linguagem poética.

Palavras-chave: conto; crônica; gêneros literários; hibridização; José Saramago.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.4881

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul