Do poeta-crítico ao poeta-teórico: a poiesis amazônica na escritura literária de Paes Loureiro

Raphael Bessa Ferreira

Resumo


O presente trabalho propõe-se a discutir acerca da poética amazônica formulada pelo poeta, professor e ensaísta paraense João de Jesus Paes Loureiro, para ser mais preciso, elenca-se aqui não apenas a produção de poesia do citado escritor, mas também os escritos ensaísticos de íntima relação com o processo criativo manifesto por este artista. Assim, é com base nos volumes I e II (Poesia), III (Ensaios) e IV (Produção Acadêmica) das Obras reunidas (2000) de Paes Loureiro que tal tarefa hermenêutica-reflexiva far-se-á aqui possível. Com isso, analisar o fazer poético deste autor enquanto uma transmutação do universo real amazônico ao ambiente ficcional proposto pela arte da palavra, intenta ao conteúdo formal e temático de sua poesia uma real “encantaria da linguagem”, onde um mundo mítico transcende-se ao material linguístico, compondo assim uma mitopoética devaneante da cultura amazônica, fruto de suas reflexões sobre poiesis. Para isso, serão de grande contribuição as reflexões de Maurice Blanchot (2005) sobre o espaço literário, os apontamentos de Gilles Deleuze (1992) acerca da escritura, bem como os fundamentos de Gaston Bachelard (1997) no que diz respeito ao devaneio e imaginação.

Palavras-chave


Poiesis; Poesia; Paes Loureiro

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.46926

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul