A estilística do pensamento em Natália, de Helder Macedo

Jean Kartabil Loregian

Resumo


Este texto apresenta a possibilidade de leitura do romance Natália, de Helder Macedo, por uma ótica das figuras de linguagem, em especial o oxímoro. Mas outras figuras também são importantes, como, por exemplo, a metáfora e a metonímia. A livre observação do leitor a partir dessa visão estilística é o resultado esperado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.36221

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul