A viagem do narrador em A Jangada de Pedra, de José Saramago

Laura Regina dos Santos Dela Valle

Resumo


Este estudo é o resultado da pesquisa sobre uma possível leitura do livro A Jangada de Pedra, de José Saramago, cujo foco é o narrador. A análise se concentra no desvelamento das múltiplas faces desse narrador no desenvolvimento do enredo. Para contar a história do rompimento da península, José Saramago cria um narrador que parece estar em constante movimento, assim como a própria península (jangada de pedra) e as personagens. Tal leitura ainda aborda o comportamento do narrador de A Jangada de Pedra, suas diferentes maneiras de se colocar na obra e como ele percorre essa viagem narrativa. De certa maneira, esse narrador possui um modo peculiar de introduzir, na história, sua forma de ver o mundo, suas atitudes e reflexões. É alguém que não apenas vê, mas também observa, comenta, interpreta, relata e escreve.

Palavras-chave


linguagem; enredo; narrador; narrativa; viagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.31895

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul