A ars poetica saramaguiana ou o cultivo da palavra

Saulo Gomes Thimóteo

Resumo


José Saramago, escritor português reconhecido por romances como Ensaio sobre a cegueira e Todos os nomes, possui, como uma parte de seus textos de formação, crônicas publicadas entre 1968 e 1975, produzidas durante o período final do Estado Novo. Nelas, já se encontram elementos de imaginação poética e ficcional, bem como de engajamento social. No presente artigo, analisar-se-á uma crônica intitulada “As palavras”, inserida no livro Deste mundo e do outro, em que se pode notar um envolvimento e uma revelação das palavras e seu uso.

Palavras-chave


José Saramago; Crônica; Palavra

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.13392

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul