A escravidão brasileira e a servidão russa: aproximação entre dois sistemas sócio-econômicos através da narrativa curta em Machado de Assis e Ivan Turguêniev

Juliano Pereira Bruni

Resumo


O artigo investiga o tratamento literário conferido aos sistemas de exploração do trabalho escravo, no Brasil, e de servidão, na Rússia, em contos de Machado de Assis e Ivan Turguêniev. Utilizando a noção proposta por Moretti de “malformações nacionais”, e de “periferia do capitalismo”, proposta por Schwarz, que aproximam Brasil e Rússia no contexto dos desenvolvimentos políticos, sociais e econômicos nacionais em meados do século XIX, o trabalho procura estabelecer um raciocínio sobre o processamento literário desses dois regimes de produção enquanto formas de representação da realidade social brasileira e russa do tempo dos escritores.

Palavras-chave


Machado de Assis; Ivan Turguêniev; escravidão; servidão; Rússia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1981-4526.104857

Revista Nau Literária | ISSN 1981-4526 | Universidade Federal do Rio Grande do Sul