TRABALHO DOCENTE NA UNIVERSIDADE: UM DIAGNÓSTICO COM PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Caroline Broch, Fabiane Castilho Teixeira, Juliana Pizani, Ieda Parra Barbosa-Rinaldi

Resumo


Com este texto, de caráter descritivo, objetivamos investigar a configuração do trabalho docente na universidade sob a ótica de professores de Educação Física. Participaram da pesquisa dez docentes de instituições públicas e privadas do Paraná. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e tratados com base no método de análise de conteúdo. Foram identificados pontos favoráveis e desfavoráveis que interferem na satisfação com o trabalho docente, os quais apresentaram contornos diferenciados nos contextos público e privado como a estrutura física/material e remuneração, as novas atribuições agregadas à função docente e os aspectos presentes na prática docente. Conclui-se que o desempenho de uma profissão que apresenta relevância social é motivo de satisfação para docentes universitários de Educação Física, apesar dos impactos desfavoráveis advindos do cenário de modificações na organização do trabalho.


Palavras-chave


Educação Física. Ensino superior. Trabalho.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.95636

Direitos autorais 2020 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment