PRODUÇÃO CIENTÍFICA DO SURFE INDEXADA NA WEB OF SCIENCE E SCOPUS (1967-2017)

Mikel Pérez-Gutiérrez, Carlos Cobo-Corrales

Resumo


O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma análise bibliométrica da produção científica do surfe indexada na Web of Science e Scopus até 2017 centrada na produtividade, matérias e padrões de colaboração. Descobriram-se um total de 318 documentos publicados de 1967 até 2017. Ciências médicas foi o campo mais representado e a percentagem de colaboração foi de 69,18%. Nos dez autores mais importantes só se acharam representadas instituições australianas. Embora o surfe tenha se tornado uma área de investigação emergente, parece ser um sujeito excepcional nas Ciências do Esporte devido ao papel dominante das instituições australianas.


Palavras-chave


Bibliometria. Esportes. Indicadores de Produção Científica.

Texto completo:

PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.94062

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment