GÊNESE SÓCIO-HISTÓRICA DA EXPRESSÃO CORPORAL NA ESPANHA

Daniel Caballero-Julia, María Jesús Cuellar-Moreno, Marie-Carmen Garcia

Resumo


Este artigo tem como objetivo esclarecer o processo de institucionalização da Expressão Corporal na Espanha perante a escassez e a fragmentação das investigações sobre aspectos históricos que incidam sobre as principais situações políticas educativas e autores que a configuraram. Para isso, em primeiro lugar realizou-se uma análise de documentos científicos e jurídicos que permitem aprofundar o nosso tema de estudo. Em segundo lugar, recorreu-se às entrevistas informais realizadas durante uma observação etnográfica não participante e 16 entrevistas semiestruturadas. Como conclusão, a Expressão Corporal na Espanha encontra- se condicionada pela situação histórica e pelo seu sistema educativo. Além disso, identificam-se geograficamente a Corporação do Noroeste e a Corporação do Centro-Sudoeste. Por seu turno, os autores foram classificados em duas gerações que contribuíram para o processo de criação, institucionalização e consolidação da disciplina.

 



Palavras-chave


Educação Física. Política pública. Sociologia. Etnologia.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.85010

Direitos autorais 2019 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment