A EXPERIÊNCIA DO SPORT EDUCATION NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UTILIZANDO O MODELO DE ENSINO EM UMA UNIDADE DIDÁTICA DE FUTSAL

Autores

  • Tairone Girardon Vargas Universidade Federal de Santa Maria
  • Maríndia Mattos Morisso Universidade Federal de Santa Maria
  • Fernando Jaime González Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Rosalvo Luis Sawitzki Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.79628

Palavras-chave:

Educação Física. Esportes. Metodologia. Ensino médio.

Resumo

Esta pesquisa busca dialogar sobre as possibilidades educativas da utilização do modelo de ensino Sport Education nas aulas de Educação Física do ensino médio de uma escola pública. Para isso, desenvolvemos uma pesquisa-ação, um processo cíclico que resultou na integração do modelo em uma unidade didática de futsal. A partir da proposta, entendemos que a principal vantagem de se fazer uso do modelo de ensino é a melhora no processo de aprendizagem dos alunos. Para os professores, o Sport Education possibilita uma visualização geral do planejamento da unidade didática a ser trabalhada. No entanto, isso demanda um trabalho contínuo do docente, que, por vezes, precisa desenvolver atividades fora de sua carga horária semanal. Diante disso, entendemos que se faz necessário testar a experiência em diferentes ambientes para conhecer outras vantagens e dificuldades de se trabalhar com essa proposta.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tairone Girardon Vargas, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (2015). Atualmente é Mestrando em Educação Física, pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Maria, integrando a linha de pesquisa Aspectos Socioculturais e Pedagógicos da Educação Física. Desenvolve atividades como como professor de Educação Física - Instituição Sulriograndense de Educação. Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Física Escolar, Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), Práticas Inovadoras, Abandono/Desinvestimento Pedagógico e Compartilhamento (Sistematização) de Práticas Pedagógicas.

Maríndia Mattos Morisso, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Educação Física, Licenciatura, pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, UNIJUÍ (2015) e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM (2017). É colaboradora do Grupo de pesquisa GEPETER (Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede da UFSM) e do Grupo de Pesquisa Paidotribas da UNIJUÍ. Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Física escolar, abandono/desinvestimento pedagógico e investimento pedagógico, políticas públicas e tecnologias educacionais em rede.

Fernando Jaime González, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Professor de Educación Física pelo Instituto del Profesorado en Educación Física (1990) Córdoba, Argentina, mestre em Ciência do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria (1996), doutor na mesma área pela Universidade Federal de Rio Grande do Sul (2010). Desde 1998 é professor da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, onde atualmente se desempenha como vice-reitor de pós-graduação, pesquisa e extensão e professor permanente do PPG em Educação nas Ciências. É professor colaborador do PPG em Desenvolvimento Humano e Tecnologia da UNESP Rio Claro. Pesquisa nas áreas de Educação Física Escolar, Educação e Tecnologias, e Sociologia das Práticas Corporais. Entre outras produções bibliográficas, é autor do Referencial Curricular de Educação Física do Estado do Rio Grande do Sul (2009), organizador do Dicionário Crítico de Educação Física (Editora Unijuí: 2005, 2010, 2014) e um dos autores dos livros de Educação Física da coleção Entre Nos da Editorial Edelbra (2012). No ano 2011, o Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte lhe outorgou o Prêmio CBCE de Literatura Científica pela sua tese de doutorado sobre as Bases Sociais das Práticas Corporais. Participou da Comissão de Especialistas para a Elaboração da Proposta da Base Nacional Comum Curricular, Ministério da Educação e é diretor acadêmico do Relatório de Desenvolvimento Humano Nacional sobre Atividades Físico-Esportivas do Programa de Nações Unidas para o Desenvolvimento. Membro da Rede Internacional de Investigação Pedagógica em Educação Física Escolar ? REIIPEFE - e dos Grupos de Pesquisa Paidotribas e Mongaba da Unijuí.

Rosalvo Luis Sawitzki, Universidade Federal de Santa Maria

Possui Pós- Doutorado - UFES (2015/16); Doutorado em Educação - UNISINOS (2007); Mestrado em Educação nas Ciências - UNIJUÍ (1997); Especialização em Educação Física Escolar - FASEF/Dom Bosco (1991); Graduação em Educação Física pela Universidade de Cruz Alta - Unicruz (1979); Professor Adjunto do CEFD/UFSM atuando na graduação, especialização e no Programa de Pós-Graduação em Educação Física do CEFD/UFSM. Coordenador Subprojeto PIBIDII/EDF/UFSM (2010/17); Diretor Técnico PELC/UFSM (2010/11) Coordenador do Curso de Bacharelado em EDF/CEFD/UFSM (2009/12); Vice-Diretor do CEFD/UFSM (2010/14). Foi professor regente de classe - Secretaria Estadual da Educação por 32 anos; Gestor em Esporte e Lazer do Município de Três de Maio/ RS (84-89); Delegado Adjunto da 30ª CRE de Três de Maio/RS (90/91); Secretário da Educação do Município de Santa Rosa/RS (95/96); Coordenador Adjunto do Curso de Educação Física da Unijuí (00-02).

Downloads

Publicado

2018-09-30

Como Citar

VARGAS, T. G.; MORISSO, M. M.; GONZÁLEZ, F. J.; SAWITZKI, R. L. A EXPERIÊNCIA DO SPORT EDUCATION NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UTILIZANDO O MODELO DE ENSINO EM UMA UNIDADE DIDÁTICA DE FUTSAL. Movimento, [S. l.], v. 24, n. 3, p. 735–748, 2018. DOI: 10.22456/1982-8918.79628. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/79628. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais