EDUCAÇÃO FÍSICA, EDUCAÇÃO DO CORPO E PEQUENA INFÂNCIA: INTERFACES E CONTRADIÇÕES NA ROTINA DE UMA CRECHE

Ana Cristina Richter, Alexandre Fernandez Vaz

Resumo


Resumo: Partindo de uma etnografia em uma creche, o  trabalho trata do "lugar" da Educação Física na Educação Infantil. Este se materializa, entre outros, na busca das profissionais pela delimitação de um espaço “adequado” às aulas, o que encontra o anseio por um ambiente que evite a "dispersão", a “mistura” e que mantenha as crianças "devidamente" resguardadas. Os resultados revelam uma rotina institucional em que práticas corporais e cuidados com o corpo são protagonistas, também se traduzindo em momentos marcados por: a) castigos e ameaças, b) práticas de exclusão e preconceito, c) violência, d) controle dos gestos e padronização de movimentos.


 



Palavras-chave


Educação Física. Educação infantil. Creches. Comportamento infantil. Antropologia cultural.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.7565



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment