APTOS AOS TRABALHOS BRAÇAIS, SUSCETÍVEIS AOS VÍCIOS MORAIS: REPRESENTAÇÕES DO HOMEM NEGRO NA REVISTA EDUCAÇÃO PHYSICA (1939-1944)

Jéferson Luis Staudt, André Luiz dos Santos Silva, Magna Lima Magalhães

Resumo


A partir dos marcadores de gênero e raça, este texto analisa as representações do homem negro na revista Educação Physica entre 1939 e 1944, período em que Francisco de Assis Hollanda Loyola ficou no cargo de editor técnico do periódico. Para tanto, as edições compreendidas entre os números 34 e 81 foram acessadas e analisadas, com base nos pressupostos teórico-metodológicos da História Cultural. Em um período em que raça, povo e nação eram entendidos quase como sinônimos, a revista Educação Physica veiculou representações que tornam os homens negros visíveis por seus dotes físicos e suas fragilidades morais. “Naturalmente” propensos aos vícios e às tarefas braçais, as representações dos homens negros são produzidas na negação de suas características étnico-raciais, enfatizando, como efeito, os predicados provenientes dos corpos brancos.

 


Palavras-chave


Sexismo. Grupo com ancestrais do continente africano. Publicações periódicas.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.73848

Direitos autorais 2018 Movimento (ESEFID/UFRGS)




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment