CONSOLIDAÇÃO DAS METODOLOGIAS ATIVAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA NAS ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO

Jorge Agustín Zapatero, María Dolores González Rivera, Antonio Campos Izquierdo

Resumo


O sistema educativo espanhol juntou-se a um movimento de reforma educacional, em que as competências a adquirir pretendem promover a utilização dos estilos de ensino, que promovem a autonomia dos alunos, a interação entre esses e sua participação ativa nos processos de ensino. O objetivo deste estudo foi analisar a realidade desses estilos de ensino ativo, sabendo em profundidade quais os modelos de ensino aplicados em Educação Física. Os participantes pertenciam a um grupo de professores do ensino médio da Comunidade de Madrid. Foi utilizada uma metodologia qualitativa. Recorreu-se à técnica de análise de conteúdo, discussão em grupo, observação e entrevistas, tendo estes meios de recolha de informação sido triangulados, utilizando-se o Atlas.ti. Os resultados sugerem que, embora os professores tenham conhecimento dos benefícios dos estilos de ensino ativo, no qual é proporcionada a autonomia ao estudante, nas suas práticas profissionais predominam estilos de ensino instrutivo, através de modelos reprodutivos.

 


Palavras-chave


Educação baseada em competências. Ensino. Docentes. Ensino fundamental e médio.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.70291

Direitos autorais 2018 Movimento (ESEFID/UFRGS)




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment