EXERGAMES NA EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.65330

Palavras-chave:

Desenvolvimento de tecnologias. Jogos de vídeo. Atividades científicas e tecnológicas. Aprendizagem.

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a produção acadêmica sobre a utilização dos exergames nas aulas de Educação Física Escolar. Utilizou-se uma revisão sistemática qualitativa para a obtenção dos artigos selecionados. Foram encontrados treze trabalhos indexados nas bases de dados Medline, Lilacs, Scielo e DOAJ. Constatou-se que os exergames são uma alternativa viável para o campo educacional e podem auxiliar no processo de ensino-aprendizagem. Além disso, quando aliados a atividades em ambiente real podem motivar os alunos e aumentar o nível de atividade física. Entretanto, observamos limitações metodológicas que comprometem a validade dos achados apresentados. Reforçamos a necessidade de mais pesquisas que busquem avaliar criticamente as potencialidades pedagógicas de tais equipamentos na Educação Física Escolar.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Gabriel Eugênio Araújo, Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF. Instituto Federal de Pernambuco - IFPE.

Professor do Instituto Federal de Pernambuco - IFPE - Campus Afogados da Ingazeira. 

Mestrando em Ciências pela Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF. 

Cleyton Batista de Souza, Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF

Mestre em Ciências pela Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF.

Diego Luz Moura, Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Física Universidade Federal do Vale do São Francisco PPGEF - UNIVASF.

Downloads

Publicado

2017-06-21

Como Citar

ARAÚJO, J. G. E.; SOUZA, C. B. de; MOURA, D. L. EXERGAMES NA EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. Movimento, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 529–542, 2017. DOI: 10.22456/1982-8918.65330. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/65330. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.