A BIOGRAFIA ESCRITA POR REILA GRACIE E AS FONTES JORNALÍSTICAS: REVISANDO A HISTÓRIA HEGEMÔNICA

Riqueldi Straub Lise, Natasha Santos, Fernando Renato Cavichiolli, André Mendes Capraro

Resumo


O objetivo da presente pesquisa consiste em relacionar a narrativa desenvolvida na biografia Carlos Gracie: o criador de uma dinastia, de 2008, e a perspectiva veiculada por alguns periódicos cariocas do início do século XX, no que se refere ao estabelecimento e disseminação do jiu-jítsu e dos combates intermodalidades no Brasil, em especial na cidade do Rio de Janeiro. Para tanto, utilizaram-se os preceitos metodológicos acerca das particularidades das fontes biográficas e jornalísticas. A partir da análise das referidas fontes, pode-se pensar a hipótese de que Reila Gracie tenha lançado mão de uma tradição inventada, por meio da biografia e aproveitando-se da dimensão ficcional peculiar a tal gênero, com sentido de atribuir aos integrantes da família Gracie o pioneirismo do jiu-jítsu e dos combates intermodalidades no Brasil.

 


Palavras-chave


Jiu-jítsu. Artes marciais. Fontes de dados. História.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.65100

Direitos autorais 2017 Movimento (ESEF/UFRGS)




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment