O CORPO A PARTIR DO MOVIMENTO NUDISTA: RIO DE JANEIRO NA DÉCADA DE 1950

Carlos Herold Junior, Alisson Bertão Machado, Carolini Aparecida Campanholi, Bruna Solera, Pedro Gabriel Gil Parizotto

Resumo


O objetivo deste trabalho é estudar representações sobre o corpo, produzidas a partir do movimento nudista. Isso será feito abordando as disputas sobre as fotografias publicadas em revistas nudistas durante a década de 1950 no Rio de Janeiro. Ao lado das próprias revistas, jornais, documentos judiciais e livros serão utilizados como fontes primárias, abordadas por meio do conceito de representação (CHARTIER, 2002). Observou-se que as publicações nudistas e a expansão das práticas do movimento produziram representações que evidenciam tensões sobre a relevância do corpo e da exposição corporal na sociedade carioca do período em questão.

 

 

 


Palavras-chave


História. Corpo humano. Nudismo. Brasil.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.65075

Direitos autorais 2018 Movimento (ESEF/UFRGS)




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment