INCIDÊNCIA DOS JOGOS COOPERATIVOS NAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS

Autores

  • Juan Andueza INEFC-Universidad de Lleida; Grupo de Investigación en Juegos Deportivos (GREJE)
  • Pere Lavega INEFC-Universidad de Lleida; Grupo de Investigación en Juegos Deportivos (GREJE)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.65002

Palavras-chave:

Educação física. Pesquisa-ação. Aceitação. Integração escolar

Resumo

Este estudo teve como objetivo identificar os efeitos de uma unidade programática (UP) de jogos cooperativos, sobre díades (aceitação e rejeição) e as características do grupo. A metodologia foi a pesquisa-ação; participaram 78 alunos de 7-9 anos (M = 8,3, DP = 0,33), 38 meninos (48,7%) e 40 meninas (51,3%). No início e no fim da UP foi aplicado um questionário sociométrico para identificar díades reais de escolha e rejeição, e as dinâmicas de grupo (Índice de coesão do grupo: ICG eo Índice de dissociação do grupo: IDG). Os resultados mostraram que os jogos cooperativos proporcionaram um aumento de díades de aceitação, especialmente em mulheres, e rejeição nos homens; também aumentou o ICG e IDG, e diminuiu o número de estudantes isolados. Este programa pode ser útil para fortalecer a dinâmica intra-grupo e compactar o grupo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2017-03-29

Como Citar

ANDUEZA, J.; LAVEGA, P. INCIDÊNCIA DOS JOGOS COOPERATIVOS NAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS. Movimento, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 213–228, 2017. DOI: 10.22456/1982-8918.65002. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/65002. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais