EDUCAÇÃO FÍSICA E INCLUSÃO: A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA DO PROFESSOR NA BRINQUEDOTECA

Autores

  • José Francisco Chicon Universidade Federal do espírito Santo (UFES). Centro de Educação Física e Desportos. Departamento de Ginástica, Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa), Vitória, ES
  • Leilane Lauer Huber Laboratório de Educação Física Adaptada, Centro de Educação Física e Desportos/UFES
  • Thais Rodrigues Mardegan Albiás Laboratório de Educação Física Adaptada, Centro de Educação Física e Desportos/UFES
  • Maria das Graças Carvalho Silva de Sá Professora adjunta do Departamento de Ginástica do CEFD/Ufes; coordenadora e pesquisadora do Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa/CEFD/Ufes)
  • Adriana Estevão Professora adjunta do Departamento de Ginástica do CEFD/Ufes; pesquisadora do Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa/CEFD/Ufes).

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.56302

Palavras-chave:

Educação Física Infantil. Mediação. Inclusão. Brinquedoteca.

Resumo

O estudo tem por objetivo descrever e analisar a ação mediadora dos professores de Educação Física no processo de interação de alunos com e sem deficiência na brinquedoteca. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso. Os participantes foram quinze crianças não deficientes do Centro de Educação Infantil Criarte (Ufes) e cinco com deficiência oriundas da comunidade do município de Vitória/ES. Conclui que o olhar sensível e a ação mediadora do professor têm papel fundamental para provocar avanços no aprendizado e desenvolvimento da criança, o que não ocorreria espontaneamente.

 

 

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Francisco Chicon, Universidade Federal do espírito Santo (UFES). Centro de Educação Física e Desportos. Departamento de Ginástica, Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa), Vitória, ES

Pós-Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, Paraná. Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo - USP (2005), Linha de Pesquisa: Educação Especial. Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo - UFES (1995). Área de concentração: Desenvolvimento Humano e Processos Educacionais. Especialização em Educação Física para Pessoas com Deficiência - CEFD/UFES (1990). Graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (1988). Professor Associado I do Departamento de Ginástica e do Programa de Pós-Graduação em Educação Física do Centro de Educação Física e Desportos/UFES, Área de Concentração: Estudos Pedagógicos e Sócio-Culturais. Linha de Pesquisa: Educação Física, Currículo e Cotidiano Escolar. Linha de Pesquisa: Estudos que enfoquem a questão da inclusão escolar em Educação Física. Coordenador do Laboratório de Educação Física Adaptada (LAEFA/CEFD/UFES). Disciplinas: Educação Física, Adaptação e Inclusão; Educação Inclusiva; Educação Física, aprendizagem e Desenvolvimento Humano. Inserção e trabalhos relacionados ao eixo jogo, educação e inclusão. Livros Publicados: Educação Física e os desafios da inclusão (Org. 2010); Jogo, mediação pedagógica e inclusão: um mergulho no brincar (2013); Educação Especial: fundamentos para a prática pedagógica (2004) e Prática psicopedagógica em crianças com NEEs: abordagem psicomotora (1999).

Leilane Lauer Huber, Laboratório de Educação Física Adaptada, Centro de Educação Física e Desportos/UFES

Professora de Educação Física; pesquisadora e colaboradora do Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa/CEFD/Ufes).

Thais Rodrigues Mardegan Albiás, Laboratório de Educação Física Adaptada, Centro de Educação Física e Desportos/UFES

Professora de Educação Física; pesquisadora e colaboradora do Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa/CEFD/Ufes).

Maria das Graças Carvalho Silva de Sá, Professora adjunta do Departamento de Ginástica do CEFD/Ufes; coordenadora e pesquisadora do Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa/CEFD/Ufes)

Doutorado em Educação/Educação e Diversidade Humana pela Universidade Federal do Espírito Santo (2008). É professora Adjunta III do Centro de Educação Física e Desportos/Departamento de Ginástica. Coordenadora do Laboratório de Educação Física Adaptada. Coordenou o Curso de Licenciatura em Educação Física na Universidade Federal do Espírito Santo (2010 - 2014). Coordenou do GTT Inclusão e Diferença/CBCE (biênio 2009-2011)

Adriana Estevão, Professora adjunta do Departamento de Ginástica do CEFD/Ufes; pesquisadora do Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa/CEFD/Ufes).

Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005), Mestre em Educação do Ensino Superior pela Universidade Regional de Blumenau (1997) e Licenciada Plena em Educação Física pela Universidade Regional de Blumenau (1989). Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Federal do Espírito Santo, onde orientou/orienta trabalhos na Linha de Pesquisa Saúde e Sociedade (inclusive no PPGEF). Pesquisadora e colaboradora interna do Laboratório de Educação física Adaptada.

Downloads

Publicado

2015-12-11

Como Citar

CHICON, J. F.; HUBER, L. L.; ALBIÁS, T. R. M.; SÁ, M. das G. C. S. de; ESTEVÃO, A. EDUCAÇÃO FÍSICA E INCLUSÃO: A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA DO PROFESSOR NA BRINQUEDOTECA. Movimento, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 279–292, 2015. DOI: 10.22456/1982-8918.56302. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/56302. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais