ABORDAGENS DO BRINCAR EM CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE: EDUCAÇÃO FÍSICA, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL

Marcos Pinheiro, Christianne Gomes

Resumo


Esta pesquisa teve como objetivo compreender de que maneira o brincar é abordado nos cursos de graduação em Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UFMG. Foram realizadas pesquisas bibliográfica e documental. Para a Educação Física, o brincar é observado como linguagem humana e a partir de suas contribuições para a formação humana e para o aprendizado e treinamento de modalidades esportivas. Já na Fisioterapia há um viés terapêutico, voltado para reabilitação, em que o brincar é tratado como ferramenta utilizada em alguns momentos do tratamento fisioterápico. A Terapia Ocupacional considera o brincar como atividade, ocupação humana, além de meio médico/terapêutico.

 


Palavras-chave


Jogos e brinquedos. Educação Física. Fisioterapia. Terapia Ocupacional.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.55774

Direitos autorais



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment