ESTUDO OBSERVACIONAL DO SEXISMO NA EDUCAÇÃO FÍSICA DO SUL DA ESPANHA

Óscar DelCastillo-Andrés, María del Carmen Campos-Mesa, Caroliona Castañeda, Gloria González

Resumo


Esta pesquisa analisa o comportamento de 240 estudantes para determinar como se estabelecem comportamentos sexistas entre os alunos de Educação Física da Educação Secundária em Sevilha (Espanha). Categorizaram-se códigos descritivos de observação. Foram identificadas três categorias relacionadas ao comportamento sexista: envolvimento na tarefa, solicitação de informação adicional e aceitação de tarefas. Uma escala de observação foi utilizada para registrar as frequências. O teste de Mann-Whitney establece uma p < 0,05 para rejeitar a hipótese nula. Encontrou-se comportamento sexista no envolvimento na tarefa. Não aparece discriminação na solicitação de informação adicional e aceitação de tarefas.

 


Palavras-chave


Educação Física e treinamento. Pesquisa qualitativa. Identidade de gênero. Ensino fundamental e médio.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.55208



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment