NA ESCOLA, COM A ESCOLA INCORPORADA: PESQUISANDO O PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO PESSOAL SOBRE O CORPO NO RECREIO E EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA POR MEIO DE UM EXERCÍCIO DE TRIETNOGRAFIA

Lucio Martinez-Alvarez, Alfonso García-Monge, Nicolás Julio Bores-Calle

Resumo


Por meio de uma “trietnografia”, três docentes comparam a escola que frequentaram na infância com uma observada atualmente e com o que entendem como escola ideal. Em torno de duas situações de uma jornada escolar (o recreio e a aula de Educação Física) identificaram as diferentes presenças do corporal na escolarização. Este triplo contraste entre memória, presente e ideal permite refletir sobre a escolarização do corpo em um sistema que evolui e que os autores procuram superar. A partir da narrativa etnográfica interpretativa, o objetivo deste texto é apresentar novos relatos pessoais que tratem de temas como o recreio como sistema de coerção e compensação, com códigos alheios aos professores e influenciado por práticas sociais extraescolares; as oportunidades de atender às pessoas de maneira global nas aulas de Educação Física e de que todos os alunos avancem no desenvolvimento de seu potencial motor e na aceitação da sua realidade física e da dos outros.


Palavras-chave


Socialização. Etnografia. Corpo. Narrativas pessoais.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.52310

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment