SAÚDE PERCEBIDA PELAS PESSOAS MAIS VELHAS NA ESPANHA DE ACORDO COM O TIPO DE DEMANDA PARA A ATIVIDADE FÍSICA

María Espada Mateos, José Carlos Calero Cano

Resumo


Assistimos atualmente a um processo lento e inevitável do envelhecimento da população no mundo. Este fato converte as pessoas mais velhas a um grupo populacional de excepcional interesse para as investigações científicas. Um dos objetivos mais discutidos na literatura científica é procurar melhorar a saúde e a qualidade de vida, para assim obter um envelhecimento ativo. Então, o objetivo principal desta pesquisa é conhecer como as pessoas mais velhas percebem sua saúde de acordo com a demanda do grupo da atividade física que elas participam, além de estabelecer relações com as variáveis sócio-demográficas. A metodologia constituiu-se em um estudo seccional, sendo avaliados por uma amostra estatísticamente representativa de pessoas com mais de 64 anos em Espanha. Os resultados mostraram que as pessoas fisicamente ativas percebem melhor seu estado de saúde e as diferenças sócio-demográficas são reduzidas ou investem neste grupo.

 


Palavras-chave


Saúde. Idoso. Exercício. Análise demográfica.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.51557

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment